Jac T40 CVT, o chinês que atrai olhares

Por Gustavo Lopes

 

A JAC Motors lançou o T40 manual em 2017 e prometeu que iria trazer a versão com câmbio CVT.

 

Como promessa é dívida, a JAC prometeu e cumpriu! Em Abril de 2018, a montadora apresentou o T40 com cambio CVT. Eu estive em seu lançamento em SP e, durante o evento, fizemos um pequeno teste drive em um trajeto de São Paulo capital até Itú, onde tive minha primeira impressão do modelo.

 

Mas agora tive a oportunidade de ficar com o carro aqui no Espírito Santo durante 9 dias e, durante sua estadia em nossa garagem, pude conhecer e avaliar melhor o modelo. E é desse SUV que vamos falar agora.

 

O T40 realmente me impressionou em vários aspectos e confesso que teria um fácil.

 

O modelo é considerado uma espécie de SUV, mas não é tão grande como um EcoSport ou um Creta, porém pode se dizer que está acima do Sandero Stepway. Contudo, seus principais concorrentes são o próprio Sandero e o HB20x.

 

 

Motorização

 

O veículo usa o motor 1.6 DVVT 16V de 138cv, a 6000rpm, com torque de 168kgfm a 4000rpm, com uma transmissão CVT de 6 velocidades. Seu 0 a 100 é feito em 11,1 segundos.

 

 

Continua depois do anúncio

 

 

 

Impressões ao dirigir

 

O modelo tem tudo para dar certo em nosso mercado, devendo, entretanto, a montadora melhorar a sua divulgação, uma vez que quase ninguém sabia de que veículo se tratava quando o via nas ruas. Por onde eu passava as pessoas viravam a cabeça para ver o carro com a nova identidade visual da JAC Motors, porém sem o reconhecer.

 

 

a2

Foto: Gustavo Lopes

 

 

Por falar em virar o pescoço, o SUV é realmente muito bonito, tem um belo desenho e bem brasileiro. O carro é bem alto, mede 1.56m do solo até seu rack no teto. Seu comprimento fica em 4.135mm, ou seja, ele é bem robusto.

 

Na dianteira há bastante cromado, o que agrada muita gente. Eu particularmente não gosto muito do excesso, no máximo nos frisos laterais. Sua grade frontal é bem grande e se destaca devido ao cromado e sua grande logo.

 

O conjunto ótico é outro ponto forte, já que os faróis são grandes e bonitos, com máscara negra. Possui regulagem de altura, o que ajuda bastante na estrada. Com esse sistema de ajuste, nas viagens noturnas em estradas com pouca iluminação, você pode iluminar o asfalto e depois aumentar a altura novamente. Isso é muito legal!

 

Ainda na dianteira ele conta com a iluminação diurna LED que fica entre o para-choque e o farol de neblina.

 

Na traseira o modelo também não mudou em comparação ao manual. A única diferença é a nomenclatura do CVT, de resto ainda é a mesma coisa.

 

Tem a lanterna na horizontal que invade a tampa do porta-malas e mais abaixo no para-choque há o farol de neblina traseiro e partes cromadas.

 

 

a1

Foto: Gustavo Lopes

 

As mudanças mais significativas ficaram no interior. A marca ouviu os clientes e trabalhou na melhoria de alguns detalhes sobre itens que tiveram reclamação na versão manual.

 

Uma das mudanças está no painel de instrumentos, que ficou mais nítido e fácil de visualizar. Em minha opinião, era a única coisa que atrapalhava no painel antigo. Fora isso estava muito bom. Seu desenho é bonito e bem parecido com o do Audi A3.

 

Seu painel, alias, é outro ponto forte do SUV. Seu desenho bonito, reto, com materiais de qualidade, com bom revestimento – uma espécie de couro – dando um bom aspecto ao carro. As portas também possuem os mesmos revestimentos.  O volante, por sua vez, possui costuras aparentes na cor vermelha e também é multifuncional. Para finalizar o bom acabamento reveste a canopla da marcha, painel e apoio de braço e bancos.

 

Por falar em bancos, outra mudança está neles, agora ele é de couro sintético e não mais de tecido como do manual.

 

 

Tecnologia

 

O T40 CVT conta com alguns sistemas eficazes como o Start Stop e o controle de estabilidade.

 

Sua central multimídia é de 8”, tem interface moderna, nítida e bem rápida; porém não é completa. Há entrada USB, auxiliar, AM/FM e bluetooth. Mas peca por não conter GPS e nem espelhamento de smartphone.

 

 

Espaço

 

O JAC é bem espaçoso, tanto na dianteira quanto na traseira, portanto é um carro bom para fazer viagens, pois comporta bem  todos os passageiros.

 

O porta-malas tem 450L. Caso precise de mais espaço basta rebater os bancos que você terá o dobro de espaço.

 

 

Ao volante

 

O carro é muito bom de dirigir, tem boa altura para condução e excelente pegada na dirigibilidade. Isso graças a regulagem de altura do volante e do banco. Também vale destacar o isolamento acústico, posso dizer que melhor que muitos outros aí no mercado.

 

Outro ponto que agrada na condução são os bancos que têm boa pegada e comporta bem nas suas abas laterais.

 

Sua suspenção melhorou comparada ao modelo manual, pois está absorvendo mais as imperfeições da rua e não bate tanto.

 

 

a4

Foto: Gustavo Lopes

 

 

Outra coisa que destaco e que me agradou no modelo é que a traseira conta com encosto de cabeça para os 3 passageiros e cinto de 3 pontos para todos, além de tomada USB para quem vai atrás.

 

O T40 anda muito, tem um excelente motor 1.6 que casou perfeitamente bem, possui ótimas retomadas e muita força na pista. Ele só ficou fraco em morro muito inclinado.

 

Seu cambio CVT é bem ágil e não é escandaloso, diferente de outros CVT. Além disso tem a possibilidade de fazer as trocas manuais, pois ele simula 6 velocidades. As trocas são feitas na própria caixa, levando o câmbio para direita.

 

O motor desenvolve bem acima dos 2000rpm e isso é bom, porque assim ele não força e não consome tanto combustível.

 

Seu consumo, por falar nisso, durante sua estadia no ES, ficou em 12km/l no misto de cidade e estrada. É um consumo considerado bom pelo seu porte.

 

Pensando em comprar um JAC Motors? Veja as opções no Espírito Santo no Clicarros.com.brClique aqui e veja as ofertas.

 

 

Vale a pena?

 

Sim, vale muito a pena investir no Jac T40 CVT pois se você for comprar um outro SUV com todos os itens que este carro possui, você vai desembolsar no mínimo R$90.000,00. Já o T40 CVT custa a partir de R$70.990,00.

 

O que precisa acontecer é o consumidor perder o preconceito com os carros chineses, pois eles têm muito a oferecer. Os veículos chineses estão melhorando muito, em qualidade, tecnologia e design, e assistência.

 

São completos por preço de muito hatch popular.

 

Então acredito que vale sim investir em um chinês, inclusive no próprio T40 CVT, pois a marca melhorou muito e promete muitos outros lançamentos em breve. Em outubro, por exemplo, chega o T50.

 

 

Avaliação feita por:

assinatura_transp

 

lgo_peq

Esse blog é um produto da plataforma automotiva www.CLICARROS.com.br, a maior do Espírito Santo. Os estoques das maiores concessionárias e melhores revendas do Estado em um único lugar. Se você é particular, também pode anunciar grátis. 

Procurando um carro para comprar? Acesse www.clicarros.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.