Com design ousado e que vai demorar para sair de moda, a Fiat tem um grande trunfo em sua linha de veículos, que é a Toro. A picape caiu no gosto dos brasileiros, e com grandes méritos. Apesar da Renault ter sido a pioneira nessa nova categoria de picape, a montadora francesa não desempenhou tão bem com a Oroch, pois trabalhou em uma derivação da Duster, um carro mais simples, enquanto a Fiat criou o carro totalmente do zero.

A Toro tem uma gama de versões disponíveis, entre elas a mais vendida: a Freedom. Essa versão eu arrisco a dizer ser a melhor opção entre as flex. Isso porque essa versão é a mais completa e que chega bem perto da Volcano no que diz respeito aos equipamentos.

A Freedom que avaliamos por 7 dias foi cedida pela Fiat do Brasil.

Por fora

Por fora as mudanças são as mesmas da Volcano que já avaliamos.

Na dianteira há uma fita de cromado ligando um farol ao outro, esse farol dois “andares” que na parte superior é de DLR.

Na lateral ela ganha a barra de apoio para uma melhor entrada na picape, além do Santo Antonio.

Interior

No interior os bancos são de tecido com detalhes em vermelho na costura, o painel é de plástico com preto brilhante. Nas portas, claro que apresenta partes com plásticos, mas em compensação tem tecido no forro. Vale ressaltar que o puxador possui a cor marrom, assim como na borda da central multimídia, um charme a mais.

Motorização

A Toro Freedom é equipada com motor 1.8 E-TorQ de 139 cv e 19,3 kgfm e câmbio automático de 6 marchas.

Ao volante

Quem dirige uma Toro realmente esquece que está dirigindo uma picape, pois ela é super confortável. O carro não foi montado sob chassi como uma picape média e sim uma monobloco, como um carro de passeio. Isso faz com que apesar de ser uma picape “quase média” ela se “comporte” como um veículo comum, ou seja, o conforto é garantido.

Um ponto bastante discutido sobre a Toro Freedom é a questão do motor 1.8 Flex. Esse motor é o já conhecido motor E-TorQ que é utilizado também no Renegade. Esse motor é excelente, porém o que acontece com a Toro e com o Renegade é que ambos são muito mais pesados que o Palio Wekkend Adventure, por exemplo, que usava o mesmo motor. Já a Toro com seus 1.600 kg não é muito bem puxado por esse motor, isso faz com que seu desempenho não seja um dos melhores na estrada, já na cidade posso dizer que faz muito bem o seu trabalho, mas fica prejudicado no consumo.

Em nosso teste o melhor consumo foi os 8 km/l abastecido na gasolina. Na linha 2020 o modelo ganhou dois itens bem importantes para que essas condições melhorassem. Um deles é a adição do sistema Start Stop, que desliga o motor em determinadas paradas, outro item é o modo Sport, que da um gás na picape deixando ela mais sensível ao acelerar e trabalhando com giro mais alto.

Enfim, resumindo, a Toro Freedom pode ser uma boa escolha para quem busca um carro bem equipado mais não pode pagar tanto na versão Volcano. Outra coisa que pode se levar em consideração é a capacidade de carga que é de 650kg.


Texto e fotos: Gustavo Lopes – Portal Top Motors.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.