A Chevrolet Tracker chega à linha 2021 com força total para driblar seus concorrentes. O SUV foi apresentado oficialmente de modo online, devido à pandemia do Covid19. E mesmo assim, foi um grande sucesso.

Em agosto deste ano o modelo garantiu o 2ª lugar no pódio vendendo 5.899 unidades.  

Mas por que o modelo se destacou tanto com a nova linha? Para saber o que a Tracker tem, testamos o modelo por 8 dias.

Por fora

Para começar, o modelo cresceu em comparação com o modelo anterior. Outro ponto positivo é que ficou mais bonito. Sim, ele lembra bastante o novo Onix, mas apesar de ter semelhança, possui identidade própria.

Na dianteira, o capô está mais alto por conta do motor turbo, mas, tem linhas fluentes. O farol é mais estreito em Full Led na versão Premier. A grade é bem grande com elementos em cromado. No para-choque, ele tem vincos que ajudam na aerodinâmica do SUV. Ainda no para-choque está localizado o DLR.

Na traseira ele apresenta lanternas marcantes em led. A tampa do porta–malas ficou faltando algo, ele é liso apenas com os nomes do modelo e versão. Já no centro fica a gravatinha da Chevrolet.

Já o para-choque traseiro é na cor preto com aplique cinza.

Interior

O painel do SUV é praticamente igual do Onix, porém mais refinado com elementos em preto brilhante e cinza, além dos materiais emborrachados.

A central multimídia é MyLink de “8” polegadas com internet a bordo, novidade que foi lançada junto ao Cruze.

Os bancos são de couro e de estilo inteiriço, igual ao Onix. Além disso, possui teto panorâmico.

Motorização


A novidade é o novo motor 1.2 turbo de 132 cv a 5.500 rpm e torque de 19,4 kgfm a 2.000 rpm . Com etanol, a potência é de 133 cv a 5.500 rpm e torque de 21,4 kgfm a 2.000 rpm.

Segurança

O novo Tracker vem com 6 airbags, controle de limite de velocidade e o sensor crepuscular, que acende os faróis de forma automática ao identificar a diminuição da luminosidade externa e o desliga quando a luz externa volta a ser suficiente para dirigir o carro com segurança. Além dos controles de tração e estabilidade, alerta de colisão frontal com frenagem de emergência e alerta de ponto cego.

Ao volante

Como disse no título da matéria, o novo Tracker ganhou mais fôlego na linha 2021. Os motivos são vários, desde a mudança do design à motorização.

A mudança do design foi positiva, pois o carro cresceu, ficou mais invocado.  Ele agora tem 4,27 metros de comprimento e 2,57 metros de entre – eixos e 393 litros de porta-malas.

Algumas coisas fazem, com certeza, pensar muito na hora de comprar o Tracker. Para começar ele tem muitos equipamentos de segurança. Mas ainda vale lembrar dos outros itens que são importantes, tais como o Wifi, carregador Wireless (carrega sem fio), sistemas de partida sem chave, botão start stop, controlador de velocidade de cruzeiro, sensor de chuva, controles do rádio e telefone no volante, ar condicionado digital além do Easy Park, que auxilia na hora de estacionar.

Bom, mas como é dirigir esse SUV? A resposta é simples, melhoria. O Tracker melhorou muito em comparação a geração anterior. Apesar de que o antigo já tinha motor 1.4 turbo, o atual ficou mais divertido de guiar, ficou mais ágil, fazendo boas trocas sem trancos, ou seja, totalmente suave. Já a retomada também melhorou, são feitas na hora certa.

O que deixa a desejar é o sistema de troca manual de marchas, pois essas trocas são feitas por um botão na manopla da marcha.


Texto e fotos: Gustavo Lopes – Portal Top Motors

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.